MARCOS CAMARGO

Marcos Henrique Camargo trabalhou por muitos anos em publicidade e propaganda, fazendo planejamento de mídia, redação publicitária e roteiros. Desde os anos 1980, viu crescer seu interesse no universo acadêmico. Realizou cursos de Especialização em História do Pensamento Contemporâneo (PUCPR-1987) e Economia e Sociologia (PUCPR-1988), pelo gosto do conhecimento. Em 2003, concluiu seu Mestrado em Comunicação e Linguagens com a intenção de seguir na carreira publicitária. No entanto, por obra do destino, passou a lecionar, em 2004, Teoria da Comunicação na Universidade Tuiuti do Paraná. Em 2006, incentivado por amigos da área de cinema e audiovisual, entrou por concurso para o Bacharelado de Cinema e Vídeo, da UNESPAR (Campus Curitiba II), onde passou a lecionar Semiótica e Análise da Linguagem Cinematográfica.

Na universidade havia três anos, encontrou um objeto de pesquisa acadêmica e resolveu investir em um doutorado. Queria estudar a arte comunicava como campo de conhecimento. Assim, em 2008, entrou para o programa de pós-graduação do Instituto de Artes da UNICAMP, concluindo seu Doutorado em 2010. Como resultado desta pesquisa, publicou, em 2013, um livro intitulado “Cognição estética: o complexo de Dante” (São Paulo: Annablume).

Em 2014, sob a tutoria do eminente professor Muniz Sodré Cabral, da Escola de Comunicação da UFRJ, iniciou seu pós-doutoramento com uma nova pesquisa sobre as formas comunicativas da estética, concluída em princípios de 2015. Atualmente, leciona Filosofia da Linguagem e Semiótica para os cursos de Cinema, Teatro e Artes Cênicas. Desenvolve seus artigos sobre comunicação e estética, enquanto participa de pesquisas na área do audiovisual, juntamente com outros colegas e alunos. Coordena a Divisão de Pesquisa e Pós-Graduação do campus Curitiba II/FAP – Unespar.