DEMIAN GARCIA

Demian Garcia é formado em Artes Cênicas. Começou compondo músicas para teatro, depois para dança, foi para publicidade e cinema. O trabalho com edição de som e mixagem iniciou no começo dos anos 2000. Foi professor de Som e Trilha para cinema na Academia Internacional de Cinema, e voltou para os estudos em 2005, fazendo a Especialização em Cinema Independente na FAP. Depois, foi fazer seu Mestrado em Cinema na Universidade Sorbonne Nouvelle – Paris 3, entre 2007/2009, com o tema “A questão da música original no cinema brasileiro”.

Adora ler literatura “Polar” (livros policiais) e é torcedor do Internacional de Porto Alegre (o campeão de tudo). É um adepto da transdisciplinaridade, sempre quis conhecer bem o objeto no qual compôs suas trilhas: atuando no teatro, fazendo aulas de dança e, depois, de cinema. Há alguns anos investe muito no videodança, em que encontrou uma maneira de trabalhar dança, música, cinema e teatro em um único ambiente. Acredita que “é impossível conhecer as partes sem conhecer o todo, bem como conhecer o todo sem conhecer particularmente as partes” (Pascal).

Compôs a trilha de filmes com um grande percurso internacional, como “Morgue Story” e “Nervo Craniano Zero”, de Paulo Biscaia, bem como ganhou prêmio de melhor Edição de Som com o documentário “Notícias da Rainha”, de Ana Johann.

Trouxe para o Brasil e coordena a edição brasileira do FIDÉ (Festival Internacional do Documentário Estudantil) que, em 3 edições, se consolidou no circuito de festivais de Curitiba.

Demian participa do grupo de pesquisa Cinecriare, é diretor de som e compositor de música para cinema, teatro e dança.

Atualmente está na França fazendo seu doutorado na Universidade de Picardie Jules Vernes, em Amiens, com o tema “A construção do medo através do som no cinema de fantasma japonês”.

 

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4415252H9